Casa de Carnes Le Mouton - Brasili - DF


Para quem estiver em Brasília e curtir uma carne de cordeirto, pode procurar a Le Mouton. Quem conta a história da loja é a própria Loraine, proprietária da casa:
"Resolvemos abrir a loja pela falta de carne de cordeiro com qualidade. Para não ficar somente com a carne, pesquisando na net encontrei os produtos da Casa da Ovelha (queijos, iogurtes sem lactose, ricota, doce de leite e ambrosia, todos de leite de ovelha. Além dos produtos temos um espaço para tomar um café e mediante reserva servimos almoço sempre com cortes de cordeiro. Aos sábados temos paleta e costela assadas no bafo. Enfim, procuramos divulgar a carne de cordeiro."

Não parece uma ótima pedida, vá até lá e confira, o endereço é SCLS 313 bloco C loja 05 Asa Sul Brasilia DF, telefone (61)3345-4745 e site www.lemouton.com.br.
 



Leia Mais

Mercado Central - Belo Horizonte - MG

Recentemente recebi de presente uma cafeteira mineira de minha amiga Mirna, mas além disso também fui presenteada com saborosas fotos do Mercado Central de Belo Horizonte. Achei que esta era uma excelente oportunidade de escrever sobre esse templo gourmet mineiro.

A origem do Mercado Central remonta o ano de 1929, na verdade era um conjunto de feirantes reunidos num terreno de 22 lotes que centralizavam o abastecimento da cidade. Eram 14 mil m2 de terreno descoberto onde se enfileiravam as barracas e carroças que transportavam os produtos.

Infelizmente para os amantes da gastronomia em 1964 um prefeito chamado Jorge Carone resolveu vender o terreno, alegando não ter condições de administrar a feira.  Mas no Brasil sempre existiram empreendedores como o seu Dico, que para impedir o fechamento do Mercado liderou os demais comerciantes na criação de uma cooperativa e na aquisição do imóvel da Prefeitura. 


Após muitas dificuldades e investimentos o Mercado se consolidou em um núcleo de alimentos, artesanato e comida típica.

Hoje é considerado o espaço mais democrático da cidade, atualmente são mais 400 lojas e bancas onde você encontra produtos gourmet da culinária mineira, especiarias de todo tipo, queijos, carnes, frutas e produtos importados, sem esquecer as famosa cachaças é claro...

Imperdível para quem visita a cidade. Fica na Av. Augusto de Lima, 744, Centro, Belo Horizonte-MG. Telefone (31) 3274-9434. Horário de funcionamento: Segunda a sábado, das 7h às 18h. Domingos e feriados, das 7h às 13h.


Ler Mais

Cooking Wine Shaoxing - Direto de Hong Kong

Desde que comecei a participar desse mundo virtual não me canso de dizer que só tenho encontrado alegrias, aprendi muita coisa nova, conheci muita gente, fiz muitas amizades.

Quando decidi fazer a lista de Produtos Gourmet, fiz ainda mais amigos, amigos de perto e de muito longe, como a Ana do blog Tudo na Panela, ela é brasileira mas está morando em Hong Kong. 

Conversa vai, conversa vem, e a partir de hoje o Produtos Gourmet inaugura uma seção “Direto de Hong Kong”, com dicas e curiosidades do que a Ana encontra do outro lado do mundo.

Ana, quero deixar aqui meu muito obrigada, e desejar a você que sua Panela esteja sempre recheada com Tudo que há de melhor, muito carinho, amizades, amor e muita felicidade!

Fique agora com a primeira dica da Ana:

COOKING WINE SHAOXING
  

É muito comum tanto na China como em Taiwan o uso do ‘Cooking Wine’, uma bebida produzida a partir de arroz, milho ou trigo. É parecido com um vinho licoroso, no entanto, contém menos de 20% de álcool. São tradicionalmente pasteurizados, envelhecidos e filtrados antes de serem colocados na garrafa para venda. Podem ser servidos como bebida (gelado ou quente), mas geralmente são usados na culinária.


O mais conhecido e mais apreciado internacionalmente é o Shaoxing. Geralmente é envelhecido por 10 anos, mas algumas variedades deste vinho podem ser envelhecidas por até 50 anos!

O sabor se assemelha ao sherry seco e é geralmente utilizado em molhos para agregar sabor ou em marinadas como ingrediente ácido.


No Brasil você pode encontrá-lo em mercados asiáticos. Para quem está em São Paulo, com certeza é possível encontrá-lo no bairro da Liberdade.
Dicas rápidas de receitas:

1 -  Misture meia (xícara) de chá de Shaoxing com 3 colheres (sopa) de molho de soja, 1 colher (sopa) de gengibre bem picadinho e meia colher (sopa) de açúcar mascavo. Grelhe carne de porco ou de frango na churrasqueira e vá pincelando esta mistura na carne durante o seu cozimento.

2 - Refogue cerca de 300 g de carne vermelha fatiada bem fininha e junte meia xícara (chá) de Shaoxing, 1 colher (sopa) de molho de ostras, 2 colheres (sopa) de molho de soja, 1 pimenta chili sem sementes picadinha e 1 colher (chá) de óleo de gergelim. Deixe ferver ligeiramente.
Ler Mais

Dona Casa - São Paulo, SP

Esta sugestão foi feita pela minha amiga Talita do excelente Blog Chocorango. Depois de ler a recomendação sobre o Dona Casa, dá uma passadinha nesse Blog, que vale mesmo a visita.


********


Quando a Fabi do Frigideiras.com, perguntou qual meu lugar preferido para fazer comprinhas para a cozinha, nem precisei pensar: Dona Casa, é claro.


Loja física - Foto de Márcia Baldan

Acho que todos já perceberam minha predileção pela loja, não é?

Desde que conheci o Dona Casa virtual através do sorteio da semana de aniversário do Chocorango, encantei-me pelos produtos e pelo atendimento prestativo.

O site é muito bem organizado, o preço é ótimo e o melhor de tudo: tem sempre muitas novidades que normalmente não achamos aqui no Brasil.




Por isso, é com um prazer imenso que falo da Dona Casa. Por sentir que há o mesmo carinho e dedicação nos cuidados da loja, assim como cuido do Chocorango.

Resumindo... Na Dona Casa, você encontra qualidade nos mínimos detalhes.

Nos dedicamos tanto em sempre agradar a família (pelo menos no quesito alimentação) que com certeza merecemos um agradinho de vez em quando!
Ler Mais

Vinícola Luiz Argenta - Flores da Cunha-RS

A Vinícola Luiz Argenta tem um espumante que certamente  poderia ser motivo de orgulho ou preocupações à Viúva Clicquot, se ela estivesse viva. Estávamos na frente da vinícola e ainda não tínhamos certeza se estava aberta para visitação naquele momento, mas entramos mesmo assim, pois o espumante Luiz Argenta era nossa meta inicial, e além do mais, difícil de conseguir em Porto Alegre. Neste momento ressalto que o sol saiu de seu esconderijo e o que iniciou como um dia frio e chuvoso se transformou numa linda tarde de sol.

Ao chegarmos ficamos encantados pela beleza do lugar e pelo tamanho da estrutura, assim não nos demos conta que não tinha movimento lá. Seguimos por uma estradinha entre as videiras, ou seja, o caminho errado e certamente inadequado para o nosso carro, pois atolamos em meio a uma paisagem europeia e digna de filme cult italiano, mas mantivemos o encantamento e o humor. 

Nossa incursão foi suficiente para chamar a atenção de um senhor simpático que surgiu no imponente prédio. Meu marido então perguntou se a Vinícola estava aberta ao público e o diálogo que seguiu foi o seguinte: Vocês estão funcionando hoje? / Claro, passem aqui por favor. /  Muito prazer, Argenta, sejam bem vindos.

Fomos recepcionados pelo simpático Deunir Luis Argenta, dono da vinícola que leva o nome Luiz Argenta em homenagem ao seu pai. Éramos apenas eu e o meu marido, então percebemos que na verdade a vinícola não estava aberta nesse dia, pois estavam terminando algumas obras na estrada (por isso atolamos, rs). 

O incrível e digno de registro foi o tempo que nos foi dispensado pelo dono da vinícola, o Argenta, um respeitado e bem sucedido  empresário do Sul do País, que sem nenhum interesse e de maneira despretensiosa nos mostrou tudo durante mais de três horas, numa doação pelo simples prazer de falar de sua verdadeira paixão, o vinho.

A dedicação do Argenta na explanação nos surpreende até agora, pois em nenhum momento durante a visita comentei sobre a intenção de publicação ou mesmo que eu era a responsável pelos Sites e Blogs do Frigideiras.com, Blogs Gourmet e Produtos Gourmet

O Argenta nos contou a história do lugar, que confunde-se com a história do vinho no Brasil, pois as primeiras uvas viníferas do país foram plantadas justamente naquela propriedade no ano de 1931 e quatros anos mais tarde originaram os primeiros vinhos varietais do Brasil. 

O local foi adquirido pela família Argenta em 1999, que desenvolveu um avançado projeto de produção de vinhos. Assim nasceu a Vinícola Luiz Argenta, da união dos melhores terroirs do Brasil com as mais modernas técnicas de elaboração de vinhos e espumantes sofisticados.

A área ocupa um espaço de cerca de 140 hectares, sendo 55 hectares de parrerais de uvas viníferas, com uma produção pra lá de selecionada de apenas 1 kg de uva por planta, enquanto o normal é obter até 5 kg. Na área encontram-se mais de 20 tipos de solos diferentes, então, cada variedade de uva foi planejada e cultivada de acordo com a variante do solo e clima, o que permitiu uma maior garantia de qualidade. As mudas foram importadas da Europa e os processos implantados, bem como as instalações, são equivalentes ou até melhores que os existentes em conceituadas vinícolas europeias.

Levamos para casa: Chardonnay 2008, Cabernet Franc 2009, Merlot 2005 e espumantes Brut Rosé, Brut e Moscatel. Lembro que nossa paixão pelos espumantes Luiz Argenta começou com o Brut e logo passou para o Brut Rosé, experiências maravilhosas. Levamos para casa muito mais que espumantes e vinhos, a degustação foi única e pessoal.

Escutar o Argenta falando, mostrando as instalações construídas ou esculpidas em meio as rochas aparentes, os barris de carvalho importados da França (os melhores do mundo) nos deu a certeza que aquele homem não estava apenas a frente de um negócio, pois falava com verdadeira paixão, com o coração, como só os homens que acreditam num ideal conseguem falar. 

Naquele momento percebemos que não existem motivos racionais para tudo aquilo, certamente o investimento milionário feito na vinícola não busca apenas o lucro, pois o cuidado e a dedicação ali depositados superam qualquer tipo de racionalidade, estão além, fazem parte de um conjunto de fatores que somados produzem frutos únicos e inigualáveis, que são: homens de caráter, amor as tradições, grandes conquistas e maravilhosos espumantes e vinhos.

Vinícola Luiz ArgentaEndereço: Av. 25 de Julho, 700 - Flores da Cunha-RS. Fone.: 54 3292-4477. Endereço eletrônico: www.luizargenta.com.br  / Email: luizargenta@luizargenta.com.br

Ler Mais

Vinícola Salvador - Flores da Cunha-RS

Em Flores da Cunha-RS a chuva e o frio continuam, o que não diminui em nada o prazer da viagem enogastronômica. Seguimos a orientação da moça simpática dos Vinhos Valdemiz e chegamos facilmente na Vinícola Salvador ou Salvattore, sobrenome original da família. 

Fomos recepcionados pelo Daniel Salvador, enólogo, gerente da casa e apreciador das tradições italianas. Atendimento simpático direto pela família, rico em história e detalhes que tornaram a degustação muito mais prazerosa. O prédio histórico da Vinícola Salvador data de 1918, o prédio por si só já valeria a visita, um espaço único e cheio de história vivida pela própria família. 

O Manú, meu marido, não parou de tirar fotos, encantado com a beleza do lugar e com os próprios vinhos, que fazem jus a casa, maravilhosos. Escolhemos o branco Casa Salvador Moscato 2009, uma delícia gelado, leve e ideal para o Verão (pena que não vai durar até lá), o excelente Salvattore Cabernet Sauvignon 2005 e o Salvattore Merlot também 2005. 

Ficamos também com o carro chefe da Vinícola Salvador, o magnífico Gran Báculo, um Cabernet Sauvignon de safra 2005. Sou apreciadora e não conhecedora, mas posso dizer com certeza que este vinho é potente, frutado e marcante. 


Nossa garrafa vai ser reservada para quando eu preparar uma caça, certamente vou publicar aqui com muito prazer. O Gran Báculo foi produzido em apenas 6.666 garrafas com rolhas naturais e numeradas, um vinho pra se guardar, não que isso seja possível nas dependências do Frigideiras.com... rs

O Daniel Salvador conduziu a degustação como um especialista apaixonado pelo vinho, contou de maneira ímpar a história do seu vinho, razão de sua existência e continuidade da tradição de sua família. Conhecemos a Vinícola Salvador como se estivéssemos conhecendo a casa da família Salvador, fomos recebidos como amigos e com o prazer de quem gosta do que faz. Certamente vamos voltar para repor a adega, mas principalmente para manter os laços com a Vinícola Salvador.

Para completar o Daniel nos indicou a Cantina Sacarolla, por mais que eu me esforce não vou conseguir transmitir as sensações que sua comida provocou. Confira no Frigideiras.com, pois inclusive consegui uma receita que é guardada a sete chaves pela proprietária e cozinheira, a simpática Dona Ivette.

Vinícola Salvador.  Endereço: rua Júlio de Castilhos, 1880 - Centro - Flores da Cunha-RS. Fone: 54 3292-3388. Email: salvador@vinicolasalvador.com.br

"Da dedicação surge um ícone, concretiza-se um sonho, vive-se uma história."
(Antonio Salvador)
















Ler Mais

Espumante Valdemiz Moscatel - Flores da Cunha-RS


Uma das coisas boas do Rio Grande do Sul é a diversidade, de um lado da capital temos o Litoral e do outro a Serra, geografia e povos distintos e diferentes sensações provocadas pelas heranças de nossos antepassados que trouxeram pra cá seus costumes, culinária e paixão.

Na sexta-feira, 03/09, decidimos que sábado iríamos para uma cidade chamada Flores da Cunha para conhecer suas vinícolas e herança italiana. Tal vontade surgiu há mais ou menos 1 ano, quando conhecemos a espumante Luiz Argenta, que é fabricada na região, cerca de 150 km de Porto Alegre. 

O dia escolhido para a viagem não colaborou inicialmente, mas seguimos em frente com os planos e tenho certeza que ao olhar essa foto aqui ao lado dá para se ter uma ideia do quanto essa espumante é boa, para manter nosso ânimo de acordar às 6 h com frio e ainda pegar uma estrada com chuva forte.

Estrada sinuosa, paisagem de tirar o folego na chamada Rota Romântica, seguimos devagar e curtindo cada curva, boa conversa, o barulho da chuva e uma leve neblina que apenas deixava a viagem ainda mais charmosa. O frio foi nosso companheiro de viagem, mas nos acompanhava de carona, do lado de fora do carro.

Na entrada da cidade paramos na primeira vinícola, chamada Monte Reale - Valdemz, fomos atendidos por uma moça muito simpática que nos contou a história da família, mostrou a aprazível casa e e imediatamente nos conduziu para a degustação dos seus vinhos e espumantes. 

A família Mioranza produz vinhos faz mais de 700 anos, sua história iniciou na Itália no Vale del Miz, comune de Sospirolo, província de Belluno. A valorização da sua história e laços familiares fortes são características marcantes da região, então quase toda degustação é muito prazerosa, pois vem sempre acompanhada de histórias de vida de gente simples e de coração bom. 


Aqui compramos para o dia-dia algumas garrafas de um vinho que gostei, Valdemiz Cabernet Sauvignon safra 2005 e também espumante Moscatel. Alías, vale comentar que nunca fui fã de espumante Moscatel, isso até ser surpreendida pelas espumantes gaúchas, pois não são tão doces, assim descem muito bem. 



Em 2009, merecidamente a espumante Valdemiz Moscatel conquistou a medalha de ouro (Médaille D’OR) numa importante competição anual que ocorre na França (Effervecents du Monde). 



Nessa vinícola a atendente sempre simpática nos indicou o caminho da Vinícola Luiz Argenta (nosso objetivo inicial), mas antes nos deu uma dica maravilhosa da Vinícola Salvador. Confira no próximo post, pois fui surpreendida nessa casa.


Vinícola Monte Reale - Valdemiz - Endereço: Av. 25 de Julho, 5005 - Flores da Cunha - RS. Logo na entrada da cidade, após o Pórtico. Fone: (54) 3292-1011. www.valdemiz.com.br  /  email: valdemiz@valdemiz.com.br
Ler Mais